Duelo: Fruta Fresca vs. Fruta Desidratada

A fruta desidratada passa por um processo onde é removida a água que existe na fruta/legumes no seu estado natural. A desidratação modifica a consistência, dando à fruta uma textura mais crocante e concentra o sabor doce (embora o teor de açúcar se mantenha, o facto de se eliminar a água potencia o seu sabor).

Não confundir fruta desidratada com fruta cristalizada! Neste caso é adicionada uma grande quantidade de açúcar, perdendo o interesse nutricional.

Quais as vantagens da fruta desidratada relativamente à fruta fresca?

A fruta fresca sai, sem dúvida, vencedora deste duelo e continua a ser a melhor opção! Contudo, a fruta desidratada pode ser uma forma de aumentar o consumo de fruta pelo facto de ser prático de transportar e por muitas pessoas preferirem esta versão “crocante”. Além disso, a desidratação aumenta a durabilidade dos alimentos evitando o desperdício alimentar.

Embora seja de preferir sempre o consumo de fruta/legumes in natura é melhor ingeri-los na sua forma desidratada do que não os consumir de todo.

Há desvantagens em comer a fruta e os legumes desidratados, face à sua forma original de consumo?

As desvantagens prendem-se principalmente com a diminuição da sua riqueza nutricional uma vez que no processo de desidratação perde-se parte do seu potencial antioxidante e alguns micronutrientes, principalmente a vitamina C que é uma vitamina muito sensível à luz, à temperatura e ao processo de desidratação. Já no que diz respeito ao teor de minerais e fibra não existem diferenças significativas.

De que forma devem ser consumidos? Como snack? 

Sim, funcionam muito bem como snack quer pela questão prática do seu transporte quer para aquelas pessoas que têm necessidade de petiscar ou ingerir alimentos crocantes, pode ser uma opção interessante nesses casos.

A que é que temos que estar atentos na hora de escolher a melhor opção?

A leitura de rótulos é determinante para uma escolha acertada! O mais importante é ler a lista de ingredientes para percebermos se é 100% fruta ou se há, por exemplo, açúcar adicionado. Além disso tentar variar o mais possível o tipo de fruta e continuar a ter atenção às quantidades ingeridas. Sem dúvida que é um snack saudável mas, como sempre, as quantidades ingeridas devem ser adequadas.

 

@anacorreia.nutricionista

Sale

Unavailable

Sold Out